#9- Mulheres e relações de gênero na América Latina do século XIX

21/10/2020

A História foi, durante muito tempo, escrita quase que exclusivamente pelos homens, para os homens e protagonizada por personagens masculinos. Felizmente, essa realidade tem se transformado nas últimas décadas com o crescimento dos estudos relacionados à História Social das Mulheres e, mais recentemente, à História das Relações de Gênero.

Apesar dos avanços conquistados por essas áreas dentro e fora da academia, vivemos, no momento atual, muitas ambivalências quando o assunto é gênero. Se por um lado, nunca foram tantas as teses acadêmicas, artigos e discussões tratando dessas temáticas. Por outro, os ataques em relação aos estudos de gênero, chamados por setores conservadores e reacionários de "ideologia de gênero", se tornam cada dia mais intensos.

Nesse contexto de profundos embates, os estudos historiográficos sobre mulheres e relações de gênero têm se mostrado bastante vigorosos. Em particular na História das Américas, têm gerado trabalhos de fôlego e ganhado cada vez mais destaque entre pesquisadoras e pesquisadores da área.

O século XIX se apresenta, nesse sentido, como um terreno fértil para aquelas e aqueles que pretendem se aventurar pela História das mulheres e das relações de gênero. Temáticas relacionadas à participação política e à atuação nos mundos do trabalho, das artes e da cultura têm cada vez mais ganhado destaque na historiografia latino-americana. Não se pode esquecer também das discussões sobre interseccionalidade que têm destacado, de maneira bastante instigante, a importância de se considerarem os critérios étnico-raciais e de classe para construção das diferenças de gênero.

Para discutir essas e outras questões, convidamos para a entrevista a professora Stella Maris Scatena Franco, especialista em História das Mulheres e das relação de gênero na América Latina e professora da Universidade de São Paulo (USP).

Esperamos que aproveitem a entrevista e nos sigam em nossas redes sociais.

Imagem do episódio:

Imagem retirada de La Familia: Periódico Semanal Ilustrado. Buenos Aires, 1878, utilizada como imagem de capa da edição mais recente do relato de viagem "Mis impresiones y mis vicisitudes en mi viaje a Europa", da chilena Maipina de la Barra (Santiago: Cuarto Propio, 2013).


Dicas do programa Hora Americana e links

Livro As lembranças do porvir de Elena Garro

Livro Peregrinações de uma pária de Flora Tristán

Filme Camila dirigido por Maria Luiza Bemberg

Série Sor Juana de Patrícia Arriaga Jordán


Conheça nossa entrevistada


Stella Maris Scatena Franco Vilardaga fez Graduação (1995), Licenciatura (1997), Mestrado (2001) e Doutorado (2005) em História pela Universidade de São Paulo. É professora Livre Docente deste mesmo departamento e é vinculada ao Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade de São Paulo. Dedica-se ao ensino e à pesquisa na área de História Latino-Americana, estudando principalmente os seguintes temas e abordagens: relações de gênero; formação dos Estados nacionais; viagens e viajantes. Coordena o Grupo de Pesquisa em História e Gênero, no Departamento de História da USP e o Laboratório de Estudos de História das Américas (LEHA-USP). É tutora do Programa de Educação Tutorial (PET-História USP) e Vice-Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em História Social da USP. Fez parte da Diretoria da Associação Nacional de Pesquisadores e Professores de História das Américas (ANPHLAC), gestões 2009-10 e 2015-16.