#31 - A Mesoamérica antes dos europeus

10/11/2021

O território do atual México foi povoado por centenas de povos antes da chegada dos europeus. Porém, quase sempre ouvimos falar apenas de dois deles: os maias e os astecas.

A multiplicidade de povos e culturas desta região quase sempre fica de fora, por exemplo, dos livros didáticos. Povos como olmecas, totonacas, huastecos e tlaxcaltecas, entre muitos outros, também pertenciam à região definida por muitos historiadores e antropólogos como "Mesoamérica". Este conceito revela que, para além das diversidades culturais, linguísticas e étnicas, também podemos encontrar semelhanças entre os povos mesoamericanos, como a utilização do sistema calendário, crenças compartilhadas, o consumo de milho, entre outras.

Como pensar as características de cada um desses povos? Qual foi o impacto da chegada dos europeus? Quais características sobreviveram até os dias de hoje? Para responder a essas e outras questões, conversamos com o professor Eduardo Natalino dos Santos, doutor em História Social e professor da Universidade de São Paulo (USP).

O episódio já está disponível nas principais plataformas de podcast e também em nosso canal no YouTube. Esperamos que gostem do programa e deixem suas opiniões, sugestões e críticas! Também não esqueçam de nos seguir em nossas redes sociais.


Dicas e links

Site "CEMA: centro de estudos mesoamericanos e andinos", USP

Site "CEstA: centro de estudos ameríndios", USP

Plataforma "História indígena hoje"

Palestra "V Conferência Curt Nimuendajú", de Federico Navarrete (2020)

Palestra "Saberes ameríndios", de Federico Navarrete (2020)

Conheça nosso entrevistado


Eduardo Natalino dos Santos é bacharel e licenciado em História pela Universidade de São Paulo (USP), entre 1992 e 1995, onde também realizou seu mestrado e doutorado em História Social, entre 1997 e 2005. Fez cursos, estágios e pesquisas bibliográficas na Universidad Nacional Autónoma de México (UNAM), entre 1998 e 1999 e entre 2002 e 2003, e na Stanford University, em 2004. É professor doutor no Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP desde 2006, onde leciona principalmente as disciplinas História da América Pré-hispânica e História da América Colonial e se dedica a pesquisas sobre as concepções de história e de cosmogonia dos povos mesoamericanos e andinos, de tempos pré-hispânicos e coloniais.


É um dos membros-fundadores do Centro de Estudos Mesoamericanos e Andinos da USP (www.fflch.usp.br/cema), que realiza, desde 2000, atividades sobre História e Arqueologia dessas duas regiões da América Indígena, tais como colóquios, seminários permanentes, grupo de estudo de nahuatl e quéchua etc. Possui também experiência no ensino de História nos níveis fundamental e médio, nos quais trabalhou entre 1992 e 1996 e para os quais escreveu um livro paradidático intitulado "Cidades Pré-hispânicas do México e América Central".